24 maio 2009

meu gato subiu no telhado


Aprendi a gostar de gatos com a Belíssima, uma gata magrela e cheia de fome que apareceu no quintal da vizinha e nos adotou como família. Quando vim pra Portugal deixei 3 que viviam dentro de casa e mais uma do lado de fora. Vim sob ameaças de que seriam todos expulsos de casa na primeira semana, já tem mais de 7 meses que estou aqui, e nada; eles continuam levando a mesma vida de comer, dormir e passear.
Xodengo era o mais novo de todos, tinha 1 ano e meio. Apesar dos esforços que minha mãe, irmã e a Carla fizeram (obrigada a todas), ele não resistiu e escolheu pra morrer no dia em que aqui em Braga comemoram o Enterro da Gata - que pelo que entendi é para que tenham boas notas, que passem bem no ano letivo. Acho que quis fazer uma festiha no céu com ela. Nasceu em dia de festa (casamento de uma amiga) e morreu também em dia de festa.
Como disse um amigo: faz parte do pacote que compramos quando escolhemos vir para aqui! Tadinho! Ele era tão bonzinho. Achava que meu cachorro era pai dele, e só dormia do lado dele!

Um comentário:

prof disse...

Viva!
Vi, no blog da Catrela, umas fotos de uma parturiente que, segundo julgo, foi criada por si. Trabalho na formação de educador@s e de professor@s (sobretudo ao nível da literatura para crianças). Gostaria de saber se é possível adquirir uma mamã como a que está no blog e, se estiverem à venda, gostaria de saber quanto custa e como posso fazer a encomenda.
antecipadamente grata